Translate

sexta-feira, 5 de abril de 2013

VOODOO PRIEST - EP - 00003




O Voodoo Priest é mais uma nova grande banda, formada em 2012 por grandes músicos, e no melhor estilo Death Metal. Nem preciso mencionar o grande futuro que essa banda tem, e que ouço somente bons elogios, o público recebeu a banda de braços abertos, muito bem aceitos! O histórico dos músicos já causa ansiedade e muita curiosidade para ouvir a demo de estréia, Vitor Rodrigues (ex-Torture Squad) no vocal, César Covero (Endrah) na guitarra e Renato DeLuccas (Exhortation) na guitarra, o baixista Bruno Pompeu (Aggression Tales) e obatera Edu Nicolini (ex-Nitrominds, ex-Musica Diablo), começam a banda esbanjando maturidade e total profissionalismo, sem falar no repeito total que todos tem por eles.

RESENHA DO EP:

Demo produzida por Brendan Duffey e gravada no Norcal Studios, não poderia ser diferente de um excelente trabalho. Um Death Metal ao mesmo tempo tradicional e inovador em alguns aspectos, com elementos surpreendentes, a banda demonstra que trabalhou muito sério nesse trabalho de estréia. As guitarras fazem um casamento perfeito, mostrando total entrosamento, e quando se tem duas guitarras na mesma banda é essa a questão que faz a diferença, é o entrosamento ideal e isso nota-se nas composições de todas as 5 faixas desse EP. A bateria do Edu surpreende com pedal duplo perfeito, linhas tribais, detalhes de prato nas horas certas, assim como o baixo, mesmo com duas guitarras consegue marcar presença com personalidade. O vocal do Vitinho como sempre muito original, agressivo, intenso e macabro, marca as músicas e faz por merecer o titulo de um dos melhores vocalistas, que pra mim não se limita só ao Brasil. Sim! Ele poder ser comparado com qualquer vocalista de banda gringa do mesmo estilo, assim como a banda não fica devendo pra ninguém, pelo contrário é melhor que muita banda gringa. É mais uma grande banda brasileira que conquistará o mundo sem esforços.


Classificação de gênero: Death Metal
Ponto negativo: -

RESENHA FAIXA A FAIXA:

Faixa 1 - Juggernaut: Peso é o que impressiona logo de cara, a escolha de uma afinação mais baixa que a convencional (mi) dá um toque que pra mim faz toda a diferença. O estilo "mais moderno" que alguns falam está presente nessa música, mas em um bom gosto, riffs muito bem feitos, o solo lembra muito os solos de uma das melhores duplas de guitarrista Kerry e Jeff, melhor referência impossível!
Faixa 2 - Kamakans: Porrada na cara é essa a sensação, cavalgadas coloda no bumbo causa aquela vontade de pegar a palheta e tocar junto. A diversidade de riffs e o blast beat torna essa música especial.
Faixa 3 - Reborn: Música escolhida pela banda para ser o single de estréia, é a mais macrabra do EP, enquanto a bateria está em um tempo rápido as guitarras incrivelmente fazem um clima tenebroso e bem mais devagar, uma combinação incrivel, o solo lembra muito os solos maravilhosos do Testament.
Faixa 4 - The one I feed: Guitarra limpa com efeitos e bateria tribal, assim começa a música em que os headbangers não vão se conter em balançar suas cabeças, o solos são sensacionais, o vocal tenebroso do Vitinho faz um clima ao fundo em algumas partes muito bem sacada. Aliás o vocal intensifica o lado macrabro das músicas o que é perfeito.
Faixa 5 - Aftermath (of mass suicide): O toque do Thrash Metal nessa música é bem o lado Kreator falando instrumentalmente, com o vocal fazendo a diferença. Só que mais uma vez a afinação baixa é um detalhe que faz um clima maligno junto com o vocal ser Death Metal, combinação mais do que ideal.

Formação:
Vocal - Vitor Rodrigues
Guitarra - Renato de Luccas
Guitarra - Cesar Covero
Baixo - Bruno Pompeo
Bateria - Edu Nicolini



Links e contato:
Site:  www.voodoopriest.com.br
Para contactar a banda diretamente:
contato@voodoopriest.com.br 
Para shows:
shows@voodoopriest.com.br
55 11 2946-0628 (fixo)


1 comentários:

Rodrigo Souza disse...

Parabens pelo blog Prika! Demais mesmo! As bandas merecem total reconhecimento, assim como vc, que é extremamente talentosa! BJKS! Acesse meu blog a seguir, Pleas! http://esporropublico.zip.net

Lembre-se que a minha opinião não é a dona da razão, cada um tem um gosto diferente, e temos que respeitar as diferenças.